24/04/2012

Coreia do Norte prepara novo teste nuclear, diz fonte chinesa


A Coreia do Norte está próxima de completar os preparativos para um terceiro teste nuclear, que deve ser realizado em breve, de acordo com uma fonte chinesa próxima do governo Pyongyang. As informações foram divulgadas pelaAgência Reuters, nesta terça-feira.
A mesma fonte, segundo a agência, antecipou o primeiro teste nuclear feito pela Coreia do Norte, em 2006, alguns dias antes da realização.
Recentemente, o Ministério de Relações Exteriores do país asiático disse que o acordo firmado com os EUA em fevereiro para suspender testes nucleares e permitir a entrada de inspetores da ONU no país "não está mais valendo".
Além do teste de 2006, que gerou sanções internacionais, o governo norte-coreano também desafiou a comunidade internacional em 2009, quando lançou mísseis e ameaçou as nações vizinhas.
As relações do governo de Pyongyang com a vizinha Coreia do Sul vivem período de alta tensão. Na última segunda-feira, o exército norte-coreano divulgou comunicado em que prometeu "ações especiais" que "reduzirão a cinza em menos de quatro minutos o governo conservador da Coreia do Sul e seus meios de comunicação".

07/04/2012

Tensão: Japão mobiliza destróieres antes de lançamento norte-coreano


Três destróieres japoneses zarparam neste sábado de diferentes bases japonesas rumo a Okinawa. Foto: AP
Três destróieres japoneses zarparam neste sábado de diferentes bases japonesas rumo a OkinawaFoto: AP

Três destróieres japoneses zarparam neste sábado de diferentes bases japonesas rumo a Okinawa (sul), onde permanecerão em alerta perante o lançamento, na próxima semana, de um satélite norte-coreano que sobrevoará a região. Um destróier um americano também seguiu os japoneses.
As quatro embarcações são equipadas com sistemas de intercepção de mísseis Aegis. O desdobramento ocorre pelo fato de a Coreia do Norte ter anunciado que planeja lançar o satélite Kwangmyongsong 3 mediante um projétil de longo alcance entre os dias 12 e 16 de abril, e depois de o Ministério da Defesa japonês ter ordenado às Forças Armadas do país que o destruam se ameaçar cair sobre seu território.
As Forças de Autodefesa também instalaram mísseis terra-ar Patriot Advanced Capability-3 nas ilhas de Miyako e Ishigaki, que devem ser sobrevoadas pelo foguete, e nas localidades de Naha e Nanjo, na ilha principal de Okinawa, além de terem transferido cerca de 800 soldados a estes quatro pontos.
O Japão também desdobrou o mesmo sistema de mísseis terra-ar nas bases de Ichigaya, Narashino e Asaka, na área de Tóquio. O Executivo japonês acredita que a possibilidade de fragmentos do foguete caírem sobre o arquipélago é pequena, mas mesmo assim decidiu manter-se em alerta nas datas previstas para o lançamento.
O Japão e outros países, como Estados Unidos e Coreia do Sul, condenaram os planos de Pyongyang por considerar que na realidade encobrem o teste de um míssil balístico, o que suporia a violação de uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.
Por outro lado, a Coreia do Norte diz que o lançamento tem fins científicos, e por isso convidou analistas e jornalistas estrangeiros a presenciarem o teste para que verifiquem sua natureza pacífica.

03/04/2012

Mais da metade dos londrinos pretende deixar a cidade durante os Jogos Olímpicos.


Cerca de 4 milhões londrinos, o que é mais de metade da população da cidade planejam, deixar a capital durante o tempo da conclusão dos Jogos Olímpicos de 2012, de acordo com uma investigação das empresas de turismo no Reino Unido.
As causas deste "êxodo" são distintas de evitar as multidões, atraídos pelo evento principal esportivo do ano para a animosidade para com esportes em geral. Segundo o representante de uma das agências que encomendou a pesquisa,  "querem ficar longe destes e outros problemas relacionados com os Jogos como possível, mesmo indo para o Vietnã."
Os autores do estudo dizem que a atitude dos britânicos para Jogos Olimpicos. foi influenciada, entre outros aspectos, a informação de que as forças de segurança estão desenvolvendo vários planos para lidar com quase 150 ameaças que podem representar um perigo para o evento. Quase um terço deles são potenciais ataques terroristas.Outros riscos incluem ataques cibernéticos, danos, acidentes vasculares cerebrais energia e alterações graves no trabalho de transporte, surtos de doenças infecciosas, etc. 
Especialistas esperam que a chegada na capital britânica mais de 5 milhões de visitantes estrangeiros, segundo eles, "irá aumentar significativamente o risco de uma epidemia de gripe."
http://laverdad-esta-oculta.blogspot.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Skull Belt Buckles